Vai ter Chá de Casa Nova!

Oii pessoal!
Tudo bem?

Hoje vim contar uma novidade pra vocês, no último final de semana de agosto faremos o nosso Chá de Casa Nova…uhuuuulll e estou tão empolgada que vou compartilhar os preparativos do chá com vocês com alguns posts por temas.

47

Vamos do começo então?

Como já comentei aqui outras vezes, eu e o namorado não vamos nos casar agora, provavelmente no ano que vem vamos casar no cartório, mas não vamos fazer cerimônia ou festa, pelo menos por enquanto, por isso, queria muito fazer um chá para comemorar essa grande conquista e essa nova etapa das nossas vidas com os nossos amigos e familiares.

Apenas abrindo um parênteses, o motivo pelo não casamento com cerimônia e festa é que depois de analisar bem algumas cotações cheguei a conclusão de que não quero gastar tanto dinheiro com isso agora, sempre sonhei em casar, entrar de branco e aquela coisa toda, mas de uns 2 anos pra cá, depois que compramos o apê, isso mudou um pouco, principalmente vendo a quantidade de dinheiro que gastamos com a reforma.

Fazer a festa e reformar era algo totalmente fora do orçamento, por isso, cheguei a conclusão de que na verdade prefiro pegar todo esse dinheiro que gastaríamos e ir viajar. Meu sonho de infância é ir pra Disney e o namorado também tem muita vontade de ir pra lá e queremos fazer isso antes de ter filhos, por isso, troquei a festa pela viagem e estou muito feliz com a minha decisão, vai ser uma lua de mel dos sonhos. Ainda não sabemos quando isso vai rolar né $$$, mas assim que der vamos começar a juntar dinheiro e daqui alguns anos fazemos a festa para renovar os votos e comemorar nossa união.

mickey_minnie_disney_h_15.jpg

Voltando ao chá, depois que decidimos que íamos fazer o chá comecei a levantar vários tópicos importantes para a realização do mesmo e como sei que tem muitas leitoras que também estão nessa fase, decidi fazer uma lista com tópicos que são importantes de pensar.

Segue a lista:

1 – Data e horário: antes de mais nada é importante pensar qual o dia e qual o horário que você deseja fazer o chá, sem essas duas informações não tem como se planejar.

2 – Local: essa decisão caminha junto com a primeira, por isso, depois da data decidida a escolha do local é muito importante.

3 – Lista de convidados: com a data, horário e local definido está na hora de pensar em quem você vai convidar para o chá.

4 – Cardápio: o que você vai servir na festa? Com o número de convidados definidos está na hora de pensar qual será o melhor cardápio para o chá.

5 – Lista de presentes: além de comemorar, é claro que queremos ganhar presentes nessa hora, por isso, é importante você decidir como fará a lista. Algumas pessoas mandam o que querem no convite, outras colocam a lista em loja e outras em sites próprios, hoje em dia não tem mais uma regra, seja livre pra escolher a melhor opção pra vocês.

6 – Decoração: com todos esses tópicos definidos está na hora de pensar como será a decoração do seu chá, é hora de usar a sua imaginação.

ThiagoAlice_0098-XL

Nós já definimos todos esses tópicos, por isso vou contar alguns para vocês e um detalhe que fizemos. Nós dividimos o nosso chá em amigos e família, ou seja, teremos dois chás.

Optamos por fazer desa forma primeiro porque achamos que ia ficar apertado para todos de uma vez só, mesmo o salão sendo grande, e segundo porque realmente queríamos dividir os públicos digamos assim…hahahaha. Na família será algo mais formal, aquela coisa de reunir “toda” a família dos dois lados, achamos que separado ficaria melhor.

Vamos a alguns detalhes que vou dividir com vocês então:

Data

Definimos que faremos nosso chá no dia 26 de agosto, estava na dúvida entre fazer no horário do almoço ou a noite, por isso, escolhi o meio termo, será às 15h00, achei que seria um horário bom para todos os nossos amigos.

Local

Já que é um Chá de Casa Nova não poderia ser em outro local a não ser na casa nova né, no caso o apê, ou melhor, o salão de festas do apê. Alguns amigos só foram no apê quando pegamos as chaves, ou quando a reforma ainda estava no comecinho, por isso, será um ótima oportunidade para eles verem como está ficando.

Lista de Convidados

Confesso que foi uma das etapas mais difíceis de definir, isso porque é só o chá…hahahaha, mas usei um critério simples: quais são os amigos que estão sempre conosco, ou que mesmo distantes fazem parte da nossa história e em paralelo da história do apê?

Foi assim que fizemos a lista, não que as pessoas que não estão na lista não são importantes para nós, longe disso, mas optamos por convidar os amigos que realmente vivenciam essa conquista conosco.

Cardápio

Essa é outra etapa um pouquinho complicada, mas foi em consequência do horário escolhido que conseguimos facilitar o cardápio. Como será às 15h00 vamos pegar o intervalo entre o almoço e o jantar, por isso, decidimos fazer no estilo coquetel. O que exatamente vamos servir conto em outro post pra vocês.

Lista de Presentes

Ao invés de optar por lista em loja, ou escrever em um convite o que queremos, fizemos uma lista virtual em um site próprio pra isso, o ICasei. E aí vocês podem em falar, mas não é casamento e você colocou a lista lá? Sim, pelo simples motivo de que achei mais fácil tanto para nós como para os nossos amigos que as compras fossem totalmente online através de cotas, a pessoa entra no site, compra a cota do valor que quiser e pronto, nesse caso, depois recebemos esse dinheiro e podemos comprar coisas pro apê.

Decoração

E por último, mas não menos importante, uma das estrelas da festa, a decoração. Vou fazer um post todinho mostrando todas as minhas inspirações e ideias, mas já vou adiantar o tema para vocês, a decoração vai ser no estilo Rústico!

dce12f632780ebeba618c79efd303280

Bom pessoal, por hoje é só, espero que tenham gostado e que gostem de acompanhar os posts que vou fazer ao longo do mês falando sobre o nosso chá.

Beijão =)

Anúncios

Como organizar e arquivar contas e documentos?

Oii pessoal!
Tudo bem?

Hoje vou falar sobre um assunto que apesar de parecer muito simples pode se transformar em um problema se os cuidados necessários não forem tomados.

As vezes na correria do dia-a-dia e com toda a tecnologia que temos à disposição acabamos pagando nossas contas e não guardamos o boleto original, o comprovante de pagamento e isso no futuro pode ser um problema se precisarmos reivindicar algum direito relacionado à essa conta.

60d4834a-43ea-4608-bccc-bc2f745ad56d-3

Eu e o namorado somos adeptos ao não uso do papel, preferimos receber todas as nossas contas online, mas depois do financiamento em que precisávamos de contas originais recebidas pelo Correio para comprovar o endereço, pude perceber a importância de receber sim as contas mais importantes pelo Correio e principalmente, de guardar as mesmas com os seus devidos comprovantes.

Mas não são só as contas que merecem nossa atenção, vamos pensar nos eletrodomésticos que temos em casa, você sabe onde está o papel da garantia e/ou a Nota Fiscal da sua geladeira, máquina de lavar ou fogão por exemplo? Se não sabe aconselho a dar aquela procurada e guardar em um lugar que você se lembre, já pensou se algum desses aparelhos tem um problema e você não tem mais o papel da garantia ou a Nota Fiscal? Você corre o risco de sequer conseguir arrumar seu eletro sem ter que pagar por isso simplesmente porque perdeu um papel.

E o contrato da Tv à cabo e internet, você sabe onde guardou? São tantos produtos e serviços que usamos que acabamos esquecendo de que também é importante guardar os documentos que temos referentes a eles, na maioria dos casos só vamos lembrar quando temos problemas e aí junta o estresse que já estamos, o papel que não encontramos e o que poderia ser algo simples de se resolver se transforma em uma dor de cabeça, por isso, hoje vou dar algumas dicas do que eu já faço e do que vou fazer no apê.

IMG_5088-1024x851.jpg

1 – Separe os tipos de documentos

Antes de mais nada aconselho a separar os documentos por categoria, por exemplo: contas da casa ficam todas juntas, notas fiscais e garantias dos eletros em outro canto, notas fiscais e contratos dos serviços em outro, documentos referentes a compra do apartamento/casa em outro lugar, setorizando e separando fica muito mais fácil de achar quando preciso.

2 – Como guardar?

Existem diversas formas de você arquivar todos esses papéis, mas a minha favorita é uma pasta simples e barata: a pasta sanfonada!

7

Gosto dessa pasta porque ela é fácil de guardar e te permite separar os assuntos dentro de caba aba dela, por exemplo, você compra uma pasta dessa para contas de casa, em cada aba você pode colocar um tipo de conta e ainda colocar a etiqueta correspondente, então na primeira você pode colocar conta de luz, na segunda aba conta de água, na próxima condomínio, depois tv à cabo e internet (se forem juntas), cartão de crédito, carnês de lojas e por aí vai, você cria uma pasta para uma categoria e dentro dela consegue dividir em subcategorias deixando assim tudo organizado.

Minha dica é pegar uma pasta para cada assunto, então uma pasta só para contas, outra só para as notas fiscas e garantias dos eletros, outra pasta só para as notas fiscais dos serviços, outra para os documentos da compra do imóvel e tudo que diz respeito reforma e por aí vai.

Algumas outras formas de arquivar:

ExibirObjetoMidia

ExibirObjetoMidia (3)paper-pvc-a4-Lever-arch-file-fileExibirObjetoMidia (1)ExibirObjetoMidia (2)3820553804f29df103 – Por quanto tempo preciso guardar os documentos?

Essa é uma dúvida muito recorrente, muitas pessoas guardam por alguns meses, outras demoram um ano, outras 5, 10 anos, nunca jogam fora, afinal, por quanto tempo é preciso guardar todos esses papéis?

De acordo com as Leis Estadual 13.552/2009 e Federal 12.007/2009, os fornecedores são obrigados a encaminhar aos seus clientes declaração de quitação de débitos referente ao ano anterior, ou seja, essas declarações substituem todos aqueles 12 comprovantes que você guardou a longo do ano, se você recebê-lo pode jogar os 12 comprovantes fora e guardar apenas essa declaração, se não receber continue guardando o comprovantes.

Mas afinal, por quanto tempo guardar?

Água, energia, telefone e demais contas de serviços essenciais: declarações (ou comprovantes individuais) devem ser conservadas por cinco anos.

Condomínio: declarações de quitação do pagamento do condomínio devem ser guardadas durante todo o período em que o morador estiver no imóvel. Após a saída, conservá-los por 10 anos (prazo prescricional estipulado pelo Código Civil).

Consórcio: declarações devem ser guardadas até o encerramento das operações financeiras do grupo.

Seguro: proposta, apólice e as declarações de pagamento devem ser guardadas por mais um ano após o fim da vigência.

Convênio médico: proposta e contrato por todo o período em que estiver como conveniado. Recibos a, no mínimo, os 12 meses anteriores ao último reajuste devem ser guardados por todo o período de contratação. Importante ressaltar que contrato de seguro saúde segue as regras dos seguros em geral, ou seja, qualquer reclamação ou ação judicial (do consumidor ao seguro ou do seguro ao consumidor) deve ser feita no prazo de um ano. Para plano de saúde, o prazo é de cinco anos.

Mensalidade escolar, cursos livres e cartão de crédito: declarações e contrato devem ser guardados pelo período de cinco anos.

Aluguel: o locatário deve guardar o contrato e as declarações até sua desocupação e consequente recebimento do termo de entrega de chaves, por três anos, desde que não haja qualquer pendência (somente para casos onde haja uma efetiva relação de consumo – consumidor e uma empresa/administradora. Contratos entre particulares são de natureza jurídica diferente e não constitui relação de consumo).

Prazos de conservação de outros documentos

Compra de imóvel (terreno, casa, apartamento): a proposta, o contrato e todos os comprovantes de pagamento devem ser conservados pelo comprador até a lavratura e registro imobiliário da escritura (somente para casos onde haja uma efetiva relação de consumo – contratos entre particulares são de natureza jurídica diferente).

Notas fiscais: as notas fiscais de compra de produtos e serviços duráveis devem ser guardadas pelo prazo da vida útil do produto/serviço, a contar da aquisição do bem, uma vez que, mesmo após o término da garantia contratual, ainda há possibilidade de aparecerem vícios ocultos.

Certificados de garantia: a guarda deve seguir a mesma regra das notas fiscais.

Contratos: contratos em geral precisam ser conservados até que o vínculo entre as partes seja desfeito e, em se tratando de financiamento, até que todas as parcelas estejam quitadas e o bem desalienado.

Ou seja, preparem as suas pastas porque é muito documento que temos que guardar…hahahaha.

IMG_0717

Gostaram?

Na minha opinião não existe uma forma certa ou mais eficiente de se arquivar tanta papelada, existe aquela com a qual você mais se adapta, o que é importante de verdade é guardar de uma forma organizada que você tenha a mão sempre que precisar.

Beijão =)

*As informações referentes a quanto tempo se deve guardar os documentos foram retiradas do site do Procon-SP.

 

 

Por onde começar a reforma?

Oii pessoal!
Tudo bem?

O post de hoje é para responder uma pergunta que recebo semanalmente no direct do insta: por onde começar a reforma?

Uma das dúvidas mais comuns que eu recebo é de pessoas que acabaram de pegar as chaves e não sabem em que ordem fazer as coisas. Quando eu comprei o apê também tive muitas dúvidas e quanto mais a entrega das chaves se aproximava com mais dúvidas eu ficava. Para descobrir o que fazer primeiro eu pesquisei em muitos blogs, instas e sites, tive que perder um tempinho para conseguir compilar essas informações e tomar a decisão, por isso, decidi fazer esse manual baseado no meu conhecimento e experiência pessoal.

Vamos lá?

Peguei as chaves, e agora?

Chaves-3

Bom, antes de mais nada é importante definir exatamente o que você vai querer mudar no apartamento/casa. Vai fazer gesso, vai trocar o piso, vai aumentar ou diminuir tomadas, vai mexer na iluminação, mudar pontos hidráulicos, quebrar paredes, aumentar ou diminuir cômodos? São muitas perguntas né? Agora imagine começar uma reforma sem nem saber o que você mesmo quer?

É claro que ao longo da reforma podemos mudar algumas coisas, mas mudanças muito drásticas além de atrasarem sua reforma podem te fazer perder dinheiro e as vezes nem serem mais possíveis em virtude do andamento da reforma.

Por exemplo, não adianta decidir que quer um pendente no ponto x depois que todo o gesso já estiver pronto e pintado, se a elétrica que é feita acima do forro não tiver sido feita com essa intenção esse seu pendente, sinto dizer, não vai existir.

Já decidi o que quero fazer, e agora?

Agora vou enumerar qual a ordem “correta”, de acordo com o que eu aprendi, para se fazer as coisas em uma reforma, se você não for fazer alguma das coisas que vou citar abaixo é só pular para o próximo item.

1- É hora de quebrar tudo

Fotos da reforma do apê

Vai trocar pisos, quebrar paredes e tirar pias? Então é isso que você deve começar a fazer antes de mais nada, pense que você deve começar tirando tudo que não vai ficar mais dentro do seu lar e mexendo em tudo que é “estrutura” e vai mudar, lembrando que se você morar em apartamento vai precisar da ART para dar início a sua reforma.

2 – Elétrica

IMG_8201IMG_8581

Fotos da reforma do apê

Em paralelo com a quebradeira é importante pensar na parte elétrica, se você for aumentar tomadas é agora que precisa pensar nisso. Se você for fazer gesso, também é hora de pensar como vai querer a iluminação para pensar em interruptores e para poder puxar toda a fiação por cima do gesso.

3 – Gesso

Fotos da reforma do apê

Quebrou tudo, deixou a elétrica em ordem? Prepare-se para mais sujeira então, porque gente do céu como o gesso faz sujeira. Por muitas semanas toda vez que ia no apê voltava com a calça e sapatilha completamente brancos e não tinha Cristo que fizesse aquilo sair com facilidade…hahahaha. Então já sabe, vai fazer gesso no apê? Pense bem na roupa que você vai usar pra visitar a obra.

4 – Pintura do gesso

A pintura do teto nesse caso vem antes da pintura das paredes.

5 – Instalação dos pisos frios

Fotos da reforma do apê

Em paralelo com a instalação da parte elétrica começa a instalação dos pisos. No meu caso eu tinha uma equipe trabalhando no apê, então enquanto o gesseiro finalizava já tinha o pedreiro instalando os porcelanatos. Faço apenas uma ressalva para revestimentos, se você vai mudar o revestimento do banheiro/cozinha até o teto, esse revestimento vem antes do gesso, afinal, o gesso vai cobrir o comecinho desse novo revestimento.

6 – Instalação dos pendentes, plafons e pendentes

Fotos da reforma do apê

Depois que o gesso estiver pronto chega a hora de instalar toda a iluminação, gente essa fase é tão gostosa, ver tudo aceso, do jeito que sonhamos, sem dúvidas é o primeiro start que dá de que o nosso lar está tomando forma.

7 – Pintura

IMG_9019.JPG

Fotos da reforma do apê

E finalmente chegou a hora da pintura. Muita gente sempre me pergunta, o que vem primeiro, piso ou pintura e eu sempre respondo, depende. Depende do tipo de piso que você vai colocar, se for piso frio o piso vem primeiro, se for laminado ou vinílico a pintura vem primeiro. Mas vale ressaltar que quando eles vão instalar o piso depois, por mais cuidado que tenham sempre acabam dando uma sujadinha, então deixe programado com o seu pintor uma última demão depois da instalação e se lembre de cobrir muito bem o piso, não importa qual seja.

8 – Instalação dos pisos laminado ou vinílico

IMG_0011

Fotos da reforma do apê

Como disse aqui em cima, se você optar por um desses dois pisos eles vem logo em seguida da pintura. A instalação é super rápida, no apê coloquei nas salas e quartos, em 3 horas eles fizeram toda a instalação. Com o piso instalado o apê finalmente ficou com cara de lar, é incrível como o piso muda tudo.

9 – Instalação dos móveis planejados

Fotos da reforma do apê

Toda a reforma pesada acabou? Gesso, elétrica, hidráulica (se tiver algo), pintura e pisos? Agora então chegou a hora da instalação dos móveis. Essa é sem dúvidas uma das fases mais gostosas, proteja bem os pisos, acompanhe bem os montadores e se certifique de que tudo está do seu agrado, não tenha medo de reclamar, afinal, pagamos bem caro pelos móveis.

10 – Instalação dos rodapés (para laminado e vinílico)

Fotos da reforma do apê

A instalação do rodapé deve ser feita apenas após os móveis, se forem planejados, isso porque se você instalar antes e colocar em algum lugar que vai ter móvel o pessoal da instalação vai arrancar e na maioria das vezes sem muito cuidado, então além de desperdiçar dinheiro com um rodapé não utilizado você ainda pode correr o risco de estragarem o rodapé que vai continuar no lugar.

11 – Instalação das pedras

E finalmente as polêmicas pedras…hahahaha. Falo polêmicas porque uma das maiores “discussões” que eu vejo é se a pedra deve ir antes ou depois dos móveis. Eu optei por colocar depois, essa foi a recomendação que recebi da loja dos planejados e a marmoraria que fechei disse que agimos certo. Vou explicar porque, apesar das lojas serem de móveis “planejados” eles na verdade são móveis modulares, quem já fez com certeza em algum momento se deparou com alguma gaveta que não tinha naquela medida, uma porta que não podia ser tão grande, isso porque eles tem tamanhos pré-determinados e vão montando de acordo com o seu espaço, ou seja, você não consegue mexer nos mínimos centímetros, a pedra sim. Se você coloca a pedra primeiro pode correr o risco dos móveis não ficarem centralizados com a área molhada e seca no caso da cozinha, por exemplo, fazendo as pedras depois você faz do jeito que preferir.

Vale deixar claro que essa foi a minha preferência, cada um deve fazer da forma que se sentir melhor. Sobre a sujeira faz muuuuita sujeira, eu sei, o próprio pessoal da marmoraria me disse e pediu pra eu cobrir o que for possível, quanto a sujeira não estou preocupada não, nada que muito aspirador e faxina não resolvam, vou ficar de olho mesmo se eles não estragam meus móveis e piso, isso sim…hahahaha.

12 – Instalação dos metais e louças

Depois das pedras instaladas está na hora de instalar as torneiras, cubas e o que mais estivesse na dependência das pedras.

13 – Demais instalações e móveis 

A partir de agora depende do que você escolheu para o seu lar, no meu caso após as pedras vai faltar: aquecedor à gás, box dos banheiros, cama e toda a decoração e eletros.

É claro que essas etapas podem aumentar ou diminuir, tudo depende das mudanças que você deseja fazer, mas não precisa se preocupar porque a pessoa que for fazer a sua obra vai saber exatamente a ordem, só se lembre de falar tudo que quer antes de começar, e claro, de contratar um profissional capacitado para fazer todas as mudanças.

Vale lembrar também que essa ordem é baseada na minha experiência e no que eu pesquisei, não sou arquiteta e nem engenheira, então para dúvidas mais técnicas é sempre importante consultar um profissional. Lá no apê a empresa contratada contava com um engenheiro supervisionando tudo, então como já disse, contratem bons profissionais.

smile-selidbe-marijo

Falta pouco!!!

Depois de 1 ano e 6 meses que pegamos as chaves sem dúvidas o momento que eu mais espero é o dia da mudança!

Beijão =)